PORTRAIT

Como você começou a pintar retratos?

Eu amo fazer retratos. Sou bisneta de um fotógrafo inglês, John King, ele fotografava as famílias do Rio Grande do Sul. E parando para pensar, hoje eu também faço retratos e acho isso maravilhoso.

Eu amo natureza mas o que mais me inspira são as pessoas, o ser humano, essa maquina divina sensacional.... Cada rosto é um mapa, que eu vou descobrindo, vou explorando e a pintura vai nascendo.

Como vem a sua inspiração?

Eu amo fazer retratos. Sou bisneta de um fotógrafo inglês, John King, ele fotografava as famílias do Rio Grande do Sul. E parando para pensar, hoje eu também faço retratos e acho isso maravilhoso.

Eu amo natureza mas o que mais me inspira são as pessoas, o ser humano, essa maquina divina sensacional.... Cada rosto é um mapa, que eu vou descobrindo, vou explorando e a pintura vai nascendo.

Como você se sente pintando uma família?

Eu sou a pintora do amor. Sempre me sinto honrada quando uma família me escolhe para pinta-los. Ter um retrato de família é algo único, que ficará por muitas gerações, é eterno. Para mim, é um privilegio entrar na intimidade de cada família, e também na casa deles, nas paredes. A entrega da pintura é algo muito emocionante: tem muitas pessoas que choram de alegria, é mesmo maravilhoso. Arte é cura.


AGENDE SEU PORTRAIT